Home Bem-estar Alimentação Jejum Intermitente: Uma pausa na dieta pode ser a solução

Jejum Intermitente: Uma pausa na dieta pode ser a solução

4 min leitura
0
0

O verão já bate à porta e muitas pessoas que ainda não se mexeram literalmente para perder alguns quilos estão aterrorizadas pelos biquínis e roupas mais curtas.

suco verde

No desejo de se sentir bem e com a autoestima em cima essas pessoas buscam dietas e métodos rápidos na esperança de ainda conseguir o corpo sonhado já na próxima estação.

Um dos métodos que ganhou ibope é o jejum intermitente, que consiste em ficar sem comer nada, apenas tomar água ou chás, durante um período entre oito e 16 horas.

O que é mais praticado é o jejum entre o jantar (última refeição do dia) até o almoço (primeira refeição do dia).

Segundo a nutricionista Pâmela Sarkis, o jejum intermitente é uma técnica para ajustes metabólicos e emagrecimento que em sua opinião funciona sim, mas, que deve ser adequada para cada paciente.

“Não indico para todos, pois o fator psicológico e emocional pesa na adesão do plano alimentar. Por esse motivo é indicada sempre a orientação de um especialista para que a pessoa não tenha problemas de saúde ou mesmo um resultado contrário ao esperado”, explica.

Pâmela acredita que com esse método o ideal é saber a hora certa de voltar à rotina e a escolha adequada dos alimentos.

“Por isso a reeducação alimentar é fundamental para todos. Essas técnicas auxiliam e aceleram o processo, mas, alimentação saudável e consciente é o segredo para ter saúde, qualidade de vida e, consequentemente, um corpo esbelto. Não adiantar fazer o jejum intermitente, mas, no período em que pode se alimentar investir em produtos ricos em calorias, gorduras e alto teor de açúcar. O equilíbrio é fundamental em todas as dietas”, orienta.

Nutricionista Pâmela Sarkis Divulgação
Nutricionista Pâmela Sarkis – Divulgação

No planejamento alimentar durante o jejum intermitente, a nutricionista inicia com um suco verde, que varia de acordo com o aporte calórico que cada pessoa precisa, ou vai direto para o almoço.

Em seguida, são oferecidos dois lanches no período da tarde, e o jantar por volta de 20h.

“Dou preferencia para alimentos naturais, com baixo teor de carboidratos e de açúcares. Tento seguir um pouco a linha low carb, com alto teor de fibras, sementes e castanhas”, completa Pâmela.

 


Recomendados


Comentário(s)

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Alimentação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira também

Medicina reprodutiva aponta caminhos para lidar com a infertilidade

A infertilidade atinge 15% casais no Brasil, segundo dados da Organização Mundial da Saúde…