Home Inspiração Música Ouvir música clássica ativa genes associados à atividade cerebral

Ouvir música clássica ativa genes associados à atividade cerebral

2 min leitura
1
0

A musicoterapia é uma das chamadas terapias alternativas – tipicamente tratamentos não-medicamentosos – que mais têm crescido devido aos efeitos positivos sem qualquer efeito colateral.

Escutar música clássica com frequência ativa os genes associados à função cerebral e ajuda a prevenir as doenças neurodegenerativas, segundo um estudo divulgado por cientistas da Universidade de Helsinque, na Finlândia.

Os resultados mostraram que ouvir música clássica aumenta a atividade dos genes envolvidos na secreção e transporte do hormônio dopamina, na intensidade das sinapses, no aprendizado e na memória.

Além disso, a música reduz a atividade dos genes envolvidos na neurodegeneração, normalmente envolvida em doenças como Alzheimer e Parkinson, entre várias outras.

A equipe estudou 48 voluntários que ouviram o Concerto para Violino número 3, de Mozart.

Mas infelizmente, o efeito não foi o mesmo para todos os voluntários.

“Os efeitos genéticos foram identificados apenas nos participantes que são muito fãs de música ou músicos profissionais, o que ressalta a importância que a música é algo muito familiar”, explicaram os autores do estudo.

 

Via Diário da Saúde


Recomendados


Comentário(s)

  • Música para curar: Mozart e Strauss tratam hipertensão

    Ouvir músicas de Mozart ou de Strauss é suficiente para reduzir as concentrações de lipídi…
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Música

Um comentário

  1. […] sabíamos que ouvir música clássica ativa genes associados à atividade cerebral, e que a música reduz a atividade dos genes envolvidos na neurodegeneração, normalmente […]

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira também

Música para curar: Mozart e Strauss tratam hipertensão

Ouvir músicas de Mozart ou de Strauss é suficiente para reduzir as concentrações de lipídi…