Home Inspiração Por que escrever nos ajuda a viver melhor

Por que escrever nos ajuda a viver melhor

9 min leitura
0
0

Escrever para relembrar e registrar momentos felizes, para entender melhor episódios difíceis, para organizar os pensamentos…

Por que escrever nos ajuda a viver melhor

Você já pensou em ter um diário ou transformar em texto suas experiências e ideias?

Você não precisa ter um grande domínio da gramática ou dos recursos literários para começar a transformar em palavras seus pensamentos.

Apenas escreva, sem regras: não precisa mostrar para ninguém se não quiser, não se pressione a acertar as vírgulas ou a grafia das palavras.

Faça por você, para entender melhor seus mundos: o exterior e o interior.

Vamos a algumas razões para começar a escrever hoje mesmo. Pegue uma caneta e um caderno, crie um blog fechado ou aberto. Escrever faz bem porque…

1) A escrita pode funcionar como uma terapia

Existem estudos que comprovam a eficácia da escrita para reduzir os efeitos da ansiedade e da depressão. Colocar sentimentos e traumas em palavras é uma forma de enfrentá-los e digeri-los. Para algumas pessoas, pode ser um grande passo para tornar uma experiência pesada em algo suportável.

Ao escrever (e depois reler), você consegue se distanciar em certa medida da sua experiência. É quase como ver-se sob o olhar de outra pessoa.

Neste vídeo, a psicóloga Nina Taboada fala sobre a importância da escrita de diários pessoais para combater a ansiedade. Uma mente ansiosa é uma mente acelerada. Ao escrevermos, precisamos reduzir a velocidade do pensamento e organizá-lo. Como resultado, conseguimos pensar melhor. Imagine, então, todo o efeito benéfico quando conseguimos fazer disso um hábito.

2) A escrita nos ajuda a registrar (e reviver) bons momentos

Relembrar momentos alegres é uma das formas mais simples de combater sentimentos de solidão e tristeza. Segundo pesquisas, um dos sintomas da depressão é justamente esquecer situações felizes. Guarde bem suas fotos de viagens, aniversários e festas. E que tal anexar a essas fotos alguns relatos seus sobre aquele dia ou ocasião? Piadas, histórias engraçadas, descrições sobre o ambiente e a comida… Coisas que provavelmente se perderiam caso dependessem apenas da nossa memória.

3) A escrita pessoal, quando se torna um hábito, retrata nossas mudanças

Ninguém entra em um mesmo rio duas vezes, pois na segunda vez a pessoa já não será a mesma, assim como as águas já serão outras. Você provavelmente já ouviu ou leu essa frase por aí. É uma ideia do filósofo Heráclito de Éfeso, que nasceu por volta de 540 a.C.

O ato de reler seus textos colocará você em contato não apenas com experiências do passado, mas com a pessoa que você era ao escrevê-los.

Preste atenção à escolha das palavras, ao ritmo da escrita, aos detalhes que destacava: o quanto daquilo mudou e o que permanece?

4) A escrita de memórias é uma forma de nos apossarmos da nossa história

Outra frase famosa: quem conta a História são os vencedores. Por mais “verdadeira” que seja uma narrativa sobre um acontecimento, há sempre outros lados, outras versões, outras leituras possíveis. Registrar sua história é apossar-se dela, é construir sua própria narrativa. É (por que não?) um ato de resistência.

Agora, se você já escreve suas memórias e gostaria de compartilhá-las com a família, preservando-as para as futuras gerações, uma opção muito interessante é publicá-las em formato de livro. A Daria um Livro (dariaumlivro.com.br) oferece esse serviço de edição e revisão do texto, elaboração da capa e impressão de número pequeno de exemplares.

Também é possível acrescentar fotos e outros documentos que mereçam ser registrados junto ao texto dos livros. Mas se você não sabe por onde começar e a escrita não é sua praia, os escritores da Daria um Livro realizam a entrevista com você e a partir daí escrevem sua história e editam o livro de suas memórias.

 

Flávia Siqueira é escritora na Daria um Livro, empresa especializada em biografias e livros de família. Jornalista formada pela USP, tem experiência em edição e reportagem para veículos impressos e on-line. Ao longo de sete anos, passou pelas redações do portal UOL e das revistas Educação e Ensino Superior. É autora do e-book e do blog Pequenas crônicas urbanas.

Sobre a Daria um Livro
Editora de livros personalizados especializada em contar histórias de família, biografias, casamentos e empresas, ajudando pessoas e instituições a valorizarem e preservarem suas memórias. A partir de entrevistas, em que as pessoas contam as histórias que querem transformar em livro, escritoras profissionais redigem o texto valorizando a voz dos personagens reais e valendo-se de recursos literários. Após ser aprovado, o texto final é transformado em livro e publicado junto com fotos, ilustrações e outras imagens. Veja exemplos e conheça mais sobre o trabalho em www.dariaumlivro.com.br


Recomendados


Comentário(s)

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Inspiração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira também

Medicina reprodutiva aponta caminhos para lidar com a infertilidade

A infertilidade atinge 15% casais no Brasil, segundo dados da Organização Mundial da Saúde…