20 regras de vida atribuídas a Gurdjieff

vidaplenaebemestar@gmail.com'

vidaplenaebem

" ...gosto de andar com os pés descalços, pisar no chão desta terra e sentir. Eu quero a mais nobre inspiração,a mais alta aspiração! Quero realizar o sonho de todo o Cosmos! Quero vibrar a mais potente das essências: O Amor... E ser feliz." ~ Sou uma buscadora.

Você pode gostar...

4 Respostas

  1. Anonymous disse:

    Dizer que passou anos estudando Gurdjieff, que nunca ouviu falar destas regras, e concluir dizendo que pensa que é real, que sente o sabor é totalmente contraditório. Um dos ensinamentos que Gurdjieff passa é: só por que é dito não quer dizer que é. Mesmo com gosto.
    Resumir Gurdjieff em 20 regras também é um absurdo, seus textos são muito complexos, é uma pena que apesar do esforço dele ainda assim tem gente que o coloca no mesmo patamar de outros, julgando seu trabalho como um qualquer, do tipo “eu não vi, mas dizem que é muito bom”.
    Existe uma regra que diz: se você não tem certeza das coisa, se não sabe do que se trata, não faça nada, não fale nada, tudo o que fizer neste sentido,ficará evidente o vazio, estará evidente o ego.

  2. Sah Elizabeth disse:

    Anônimo,

    Fico satisfeita com sua participação, embora anônima.

    O intuito foi o de, apenas, despertar a curiosidade.

    Se você puder nos esclarecer mais alguma coisa a respeito disso, será um prazer.

    Abs,

  3. Anonymous disse:

    Como eu disse, é difícil descrever Gurdjieff em poucas linhas, sendo assim tudo o que eu viesse a dizer seria pouco e conseqüentemente estaria em desacordo com meu primeiro comentário.
    O que eu posso lhe dizer, e com certeza não agride nem desvirtua seus ensinamentos é que Gurdjieff tem três livros publicados, escritos por ele mesmo. Relatos de Belzebu a seu neto, Encontro com homens notáveis e A vida só é real quando eu sou.
    Para ajudar existem obras de seus alunos que também explicam coisas sobre seus ensinamentos, como “Fragmentos de um ensinamento desconhecido, em busca do milagroso”, O quarto caminho, Um novo modelo do universo, de P.D Ouspenski, outros como “Gurdjieff fala a seus alunos”, “Nossa vida com Gurdjieff”, etc.
    E pode confiar, conhecer as coisas diretamente da fonte é muito melhor do que de terceiros.
    Quanto ao anônimo, isso é irrelevante, posso ser João, ou posso ser José, tu que sabe.
    Da próxima vez me cadastro.

  4. Anonymous disse:

    Perfeito o comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *