Home Bem-estar Alimentação Café: aliado ou vilão da saúde?

Café: aliado ou vilão da saúde?

10 min de leitura
0
0

Seja para despertar durante a manhã ou no final de tarde, mantendo a energia para o trabalho ou para os estudos, o velho e bom cafezinho faz parte da rotina de grande parte dos brasileiros. O produto é tão querido no mundo todo que tem um dia só pra ele: 14 de abril. Mas o consumo do café seria recomendado para qualquer pessoa?

A nutricionista Larissa Fernandes, da NutriCoaching, afirma que não. “Há pessoas que são sensíveis aos compostos do café e, principalmente, à cafeína. Além disso, indivíduos com transtorno de ansiedade podem aumentar as crises ao introduzir um estimulante como a cafeína em seu dia. Cardiopatas e hipertensos também precisam ter cuidado com a quantidade de café diária ou, até mesmo, se podem fazer o uso da substância”, explica.

A qualidade do café, segundo a nutricionista, depende dos fatores genéticos, do cultivo e da época da colheita, armazenamento e também da torração. O café possui compostos fenólicos que confere à adstringência o aroma e a pigmentação.

O coffea arabica, o grão de café mais consumido no Brasil, possui em média 14% de lipídios, que fazem com que o cheiro do café fique retido e aos poucos seja volatilizado. Possui também minerais como o magnésio, potássio, zinco, niacina e ferro, lembrando que as quantidades de minerais são muito pequenas para o volume ingerido habitualmente.

Mas quantas xícaras ao máximo uma pessoa deve consumir por dia? Para Larissa, é preciso uma avaliação individual para definir isso. Mas, em geral, costuma ser aceitável o consumo de até 400mg de caféina por dia, preferencialmente de forma fracionada.

Para se ter uma ideia, uma xícara de café coado tem em média 70mg de cafeína e este valor aumenta para o expresso. “Recomenda-se não ultrapassar quatro xícaras de café ao dia”, afirma a nutricionista da NutriCoaching.

Há diferença entre o café coado e os cafés vendidos em cápsulas. O primeiro, quando filtrado com pó de café de qualidade, tem mais ativos antioxidantes, sabor, aromas e maiores beneficios à saúde.Também possui menor teor de cafeína do que as cápsulas comerciais.

“Devemos levar em consideração também a quantidade de aromatizantes utilizados no café encapsulado e o alumínio da cápsula. A orientação é que alternemos entre café coado e café de cápsula”, orienta.

Para a especialista, o café não deve ser consumido quando o indivíduo sentir-se ansioso fora do normal, caso tenha crises de insônia, inquietação, hipersensibilidade à cafeína, arritmias ou outros motivos que o médico e nutricionista identificarem.

Benefícios X Malefícios

O maior benefício do café é a sensação de bem-estar e energia, além de ser diurético e ter a capacidade de agir como antioxidante. Em resumo, os antioxidantes atuam na imunidade, no combate ao envelhecimento celular e ajudam no controle do peso e do apetite.

Já os malefícios se relacionam com as pessoas que são cardiopatas, podendo aumentar a chance de arritmias ou processos decorrentes da cardiopatia; aumentar o estado eufórico do ansioso e também os sintomas da insônia. O produto pode, ainda, causar fraqueza, enjoo e sonolência para pessoas com sensibilidade à cafeína.

Confira as 5 dicas da NutriCoaching para um consumo consciente de café

  • Não utilizar o café em quantidades maiores que 5 xícaras por dia;

  • Procure orientação do nutricionista para adequar a quantidade no seu dia;

  • Não utilize suplementos de cafeína sem orientação do nutricionista;

  • Utilize cafés de qualidade, se possível em locais que façam a moagem do café na hora e a embalagem seja escura para que o café não oxide e perca as propriedades;

  • Alterne o café de cápsula e cafés coados.

Dicas de Receitas Saudáveis usando café

Vitamina Energética

  • 1 banana congelada

  • 1 polpa de açaí sem xarope

  • 50ml de expresso

  • 100ml de água de coco

MODO DE PREPARO: Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva.

 

Sorvete de Cacau e Café

  • 1 dose de expresso

  • 1 banana congelada

  • 1/2 abacate congelado

  • 1 colher de sopa de cacau

  • 2 colheres de sopa de pasta de amendoim (deixar 1 hora no congelador)

MODO DE PREPARO: Bater todos os ingredientes no liquidificador até ficar com a textura de sorvete. Sirva logo em seguida. Decore com frutas da estação.

 

Tabela Nutricional do Café
Café – Composição por 100 g de Alimento

Café bebida sem açúcar Café – grão torrado
Calorias 2 cal. 226 cal.
Proteínas 0,3g 12,6g
Gorduras 0,1g 14,8g
Carboidratos 0,8g 63,5g
Fibras 0 7,6g
Água 98,80% 1,60%
Cálcio 5mg 148mg
Fósforo 5mg 198mg
Ferro 0,2mg 2,9mg
Sódio 1mg 72mg
Vitamina A 0 0
Vitamina B1 0,01mg 0,07mg
Vitamina B2 0,01mg 0,05mg
Vitamina B3 0,9mg 17mg
Vitamina C 0 0

_____
FONTE:Dutra-de-Oliveira,J.E. & Marchini,J.S.,”Ciências Nutricionais”

 

Sobre a NutriCoaching – Fundada em 2015, a Nutricoaching é uma empresa que trabalha com o conceito de Nutrição Comportamental e utiliza como uma de suas ferramentas o Coaching Nutricional. É certificada pela maior empresa de Coaching Nutricional do mundo, a Precision Nutrition. Sua proposta é melhorar a efetividade dos processos de emagrecimento de seus clientes, entregando resultados mais consistentes e perenes. Entre os serviços da empresa estão o Programa Nutricoaching, consulta nutricional, consulta de Medicina Preventiva e Endocrinologia, exame de bioimpedância, além do curso de Coaching Nutricional para Nutricionistas e o curso online: “Como mudar seu estilo de vida através do Coaching Nutricional”.

 


Recomendados


Comentário(s)

  • 6 efeitos positivos do café

    No dia 14 abril é comemorado o Dia Internacional do Café. E se você é um coffee lover vai …
Carregar mais posts relacionados
Carregar mais em Alimentação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

6 efeitos positivos do café

No dia 14 abril é comemorado o Dia Internacional do Café. E se você é um coffee lover vai …