Home Bem-estar Alimentação Nutricionista explica os benefícios dos óleos vegetais e seus derivados para a saúde do coração

Nutricionista explica os benefícios dos óleos vegetais e seus derivados para a saúde do coração

4 min de leitura
0
0

Os óleos vegetais e seus derivados, como o creme vegetal, podem ser grandes aliados do coração por conterem em sua composição nutrientes essenciais que o corpo necessita, mas que não é capaz de produzir sozinho, como as gorduras poli e monoinsaturadas, conhecidas como gorduras “boas”, por exemplo. Por não serem produzidas pelo organismo, a melhor forma para alcança-las é por meio da alimentação.

De acordo com a DRI’s (Dietary Reference Intakes – Recomendações Diárias para Consumo) é necessário que entre 20 a 35% do total de calorias da dieta sejam provenientes de gorduras, das quais 6 a 11% devem ser derivadas das poli-insaturadas e apenas 10% das saturadas, que são as chamadas gorduras “ruins” que, em excesso, podem causar prejuízos à saúde cardiovascular.

saude-cardiovascular

“Entender quais tipos de gorduras devemos consumir para se ter uma alimentação saudável pode ser confuso. É aconselhada uma alimentação balanceada com a presença de todos os nutrientes. Uma dieta rica em gorduras poli-insaturadas, como os ômegas 3 e 6, (encontrada em nozes, sementes, peixes, óleos e derivados, como os cremes vegetais) e pobre em gorduras saturadas (encontradas principalmente em alimentos de origem animal como carnes vermelhas, capas de gordura, leite integral e derivados) é o ideal para a saúde do coração”, explica a nutricionista Dra. Ana Carolina Moron, doutora pelo Instituto do Coração- Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Além dos benefícios dos ômegas, alguns cremes vegetais, por sua vez, também contém fitoesteróis, compostos vegetais que auxiliam na redução da absorção do colesterol. Estes estão presentes naturalmente em alimentos como frutas, verduras e óleos vegetais.

Estima-se que, em São Paulo, o consumo médio de fitoesteróis seja de 100mg por dia. Contudo, para que os mesmos auxiliem na redução da absorção do colesterol, a quantidade  deste composto na alimentação deve ser de 1,6g a 2g por dia, possível apenas em alimentos adicionados, como o creme vegetal que, em 2 colheres de sopa por dia (20g), entrega a quantidade recomendada de fitoesterois para a redução de até 15% do colesterol (1,6g de fitoesteróis). Os resultados podem ser vistos a partir de três semanas de uso e seu consumo deve ser associado a uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudáveis.

Desta forma, as gorduras poli e monoinsaturadas, assim como os fitoesteróis, podem ser aliados à saúde do coração. Sugere-se equilibrar os alimentos com esses elementos como parte de uma alimentação saborosa, variada e nutritiva.


Recomendados


Comentário(s)

Carregar mais posts relacionados
Carregar mais em Alimentação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

9 dicas de como cuidar da saúde do coração

“Os efeitos dos exageros costumam ser inchaço, ganho de peso, aumento da pressão arterial …