Home Bem-estar DHEA: comprar para combater o envelhecimento funciona mesmo?

DHEA: comprar para combater o envelhecimento funciona mesmo?

7 min de leitura
0
0

Muitas pessoas questionam sobre o DHEA: comprar tendo como foco o combate ao envelhecimento realmente funciona?

Foto: Freepik

Antes de responder, vale lembrar que, com o passar dos anos, nosso organismo muda e podemos perceber isso em diversos detalhes: queda da resistência, mudança no aspecto da pele, perda de energia, entre outros aspectos.

Nesses e outros casos, consumir esse tipo de suplemento pode inibir esses efeitos, aumentando a qualidade de vida mesmo durante a terceira idade.  

Mas, afinal, quais são os efeitos dessa substância e como ela combate o envelhecimento? É o que você vai descobrir neste post. Confira!

 

O que é DHEA?

Conhecido como hormônio da juventude, o DHEA é produzido naturalmente por nosso organismo. No entanto, seus índices atingem o nível máximo na faixa dos 20 anos, entrando em declínio depois dessa fase.

 

Aos 40 anos, a presença de DHEA no organismo chega a ser metade da concentração mensurada aos 20. Entre os 60 e 70 anos, a produção cai para 10 a 20% do ideal e continua a diminuir com o passar do tempo.

 

Esse hormônio — que é produzido pelas glândulas adrenais a partir do colesterol, estrogênios e testosterona — é encarado como um marcador biológico do envelhecimento.

 

Como o DHEA combate os sinais do envelhecimento?

Pesquisas mostraram que homens acima de 60 anos com uma concentração maior de DHEA eram mais magros, jovens e tinham perfis lipídicos mais favoráveis. A maior concentração do hormônio também diminui o risco de morte por doenças degenerativas, como Alzheimer, além de distúrbios provocados pelo estresse.

 

Pele

O hormônio também tem ligação com o processo de envelhecimento da pele. Os níveis altos de DHEA podem aumentar a síntese de pró-colágeno e inibir a degradação do colágeno, protegendo a pele do desgaste provocado pela exposição aos raios solares UV.

 

Ossos e músculos

Estudos também comprovaram a relação entre altos níveis de DHEA com a sensação de bem-estar, maior força muscular e melhor condicionamento físico. Também foram evidenciados efeitos na densidade óssea das pessoas avaliadas, além da ação como anti-inflamatório no sistema imune.

 

Obesidade

O DHEA é um agente estimulante da geração de calor e faz com que o corpo gaste mais energia, favorecendo a queima de gordura e aumentando a massa muscular. Além disso, a substância inibe a formação de radicais livres, conhecidos por provocarem os efeitos do envelhecimento.

 

O DHEA possui algum efeito colateral?

A ingestão de DHEA pode provocar perda de cabelo, surgimento de acne, dores de estômago e aumento da pressão arterial. Em mulheres, podem ser observadas alterações no ciclo menstrual e crescimento de pelos faciais, além de mudanças na voz.

 

Além disso, esse produto é totalmente contraindicado para grávidas, mulheres em período de amamentação, diabéticos e pessoas com depressão e transtornos de humor, entre outros. Por isso, sempre recomendamos o acompanhamento por um bom médico durante a ingestão do DHEA, para que a suplementação seja feita com segurança.

 

Outro detalhe importante é o surgimento de várias marcas sem procedência. Assim, ao optar pelo DHEA, comprar de lugares confiáveis é essencial para garantir o consumo de um produto de qualidade e que trará todos os benefícios prometidos.

 


Recomendados


Comentário(s)

Carregar mais posts relacionados
Carregar mais em Bem-estar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Conheça a Palatinose, suplemento que ajuda a queimar gordura e fornece energia

Açúcar encontrado em diversos alimentos naturais, a Palatinose, també…