Home Bem-estar Fitness Projeto verão começa agora! 7 dicas para se preparar para a estação mais quente do ano

Projeto verão começa agora! 7 dicas para se preparar para a estação mais quente do ano

11 min de leitura
0
0

Não se engane: o projeto verão não pode esperar até a temporada de praia!

projeto-verao-comeca-no-inverno

Na verdade, este é o momento ideal adotar medidas pensando na silhueta que você vai exibir na praia, promovendo mudança de hábitos e, de quebra, dando aquela melhorada na saúde e no visual.

É verdade que, nos dias mais frios, sentimos mais fome e temos mais preguiça de fazer exercícios físicos, mas existem alguns truques que você pode seguir para tornar essa preparação um pouco mais fácil.

Veja algumas dicas que a Clínica de Cirurgia Plástica da Dra. Luciana Pepino preparou para você:

1. Faça 5 refeições ao dia

Ficar sem comer certamente até pode resultar em alguma perda de peso, mas também seu corpo vai sofrer com a falta de nutrientes, e os resultados dos exercícios serão prejudicados.

Por isso, você não deve pular refeições, ou acabará comendo demais na refeição seguinte.

O truque é distribuir sua alimentação em pelo menos 5 refeições diárias, incluindo café da manhã, almoço e jantar e dois lanches entre elas.

Comer uma quantidade menor e mais vezes durante o dia contribui para o bom funcionamento do organismo, sendo muito mais saudável do que comer demais de uma vez só.

2. Não se esqueça de beber água

Nos dias mais frios, não sentimos tanta sede quanto no verão e acabamos nos esquecendo de beber água.

Porém, nosso organismo continua precisando de pelo menos 2 litros diariamente para manter seu bom funcionamento.

Para o projeto verão, em especial, lembre-se de que a água ajuda a eliminar as toxinas do organismo, ajudando no combate à celulite.

Além disso, muitas pessoas acabam confundido sede e fome, ingerindo alimentos sem necessidade – o que atrapalha e muito o projeto verão.

3. Mate a fome com verduras e legumes

Se você estiver morrendo de fome, a dica para emagrecer é buscar a saciedade ingerindo muitas verduras e legumes antes de partir para os alimentos mais calóricos.

Por isso, faça um prato bem colorido, com muitas folhas verdes, tomate, cenoura, brócolis e outros vegetais de sua preferência, antes de consumir carboidratos e proteínas.

Esses alimentos são ricos em fibras, que “enchem” o seu estômago sem fornecer tantas calorias quanto os demais grupos alimentares.

Ainda, essas fibras fazem com que a sensação de saciedade dure mais tempo.

4. Alimente-se corretamente antes e depois de praticar exercícios

Sua alimentação antes e depois dos treinos é muito importante.

Ir para a academia de estômago vazio pode resultar em uma hipoglicemia (quando o nível de açúcar no sangue fica muito baixo) e você vau sentir tontura, dor de cabeça e náuseas, podendo até mesmo vomitar.

Por outro lado, fazer exercícios depois de comer demais pode causar uma congestão ou a famosa “dor no flanco”.

Cerca de 60 minutos antes do treino, procure consumir um lanche leve, como:

  • 1 copo de vitamina (200 ml de leite desnatado batido com 1 banana ou meio mamão-papaia, 2 colheres de aveia e 1 colher de sobremesa de mel)
  • ou, então, 2 fatias de pão integral acompanhadas por frango desfiado ou 1 ovo mexido.

Depois dos exercícios, a alimentação deve ter como objetivo repor reponha os nutrientes perdidos e, obviamente, sem repor as calorias que você queimou.

Uma sugestão de lanche é consumir 1 omelete de duas claras com 1 fatia de queijo branco.

5. Dê preferência aos alimentos integrais

Na hora de escolher seu carboidrato, prefira as versões integrais dos alimentos, pois elas oferecem mais benefícios ao organismo do que suas versões mais processadas.

Um bom exemplo é o arroz integral, que contém fibras que ajudam na saciedade e no bom funcionamento do intestino, além de fornecer vitaminas do complexo B.

Os grãos integrais ainda são uma fonte de cromo, um mineral que ajuda a metabolizar a glicose e favorece o desenvolvimento dos músculos.

6. Consuma alimentos termogênicos

Os alimentos termogênicos promovem um aumento no gasto calórico do organismo durante o processo de digestão, contribuindo para a perda de peso e acelerando o metabolismo.

Esta é uma dica especialmente boa para quem vai começar o projeto verão no inverno, pois esses alimentos ainda contêm substâncias que aumentam a temperatura do corpo.

Alguns exemplos de termogênicos são o chá-verde, a pimenta-vermelha, a canela e o gengibre – todos com a cara do inverno, ideais para quem vai se dedicar ao projeto verão desde já!

7. Não exagere nas bebidas alcoólicas

Os dias frios praticamente “pedem” um vinho, não é mesmo? Isso sem contar com o quentão e o vinho quente, bebidas típicas das festas juninas que acontecem nesta época do ano.

Porém, é preciso ter em mente que o álcool não ajuda em nada o nosso projeto verão.

Isso porque as bebidas alcóolicas são muito calóricas: cada grama de álcool oferece 7 kcal “vazias”, ou seja, elas só engordam, sem oferecer nenhum valor nutricional.

Para você poder comparar: cada grama de ou proteína oferece 4 kcal, enquanto o grama de gordura tem 9 kcal.

Além disso, o consumo excessivo de álcool sobrecarrega o fígado, prejudicando nosso metabolismo e o funcionamento geral do corpo.

Em consequência, depois de tomar uns copos a mais fica bem mais difícil acordar bem disposta para fazer exercícios físicos.

O truque é manter a moderação e procurar consumir no máximo um cálice de vinho por dia, que oferece propriedades antioxidantes.

***

Viu só como é possível cuidar da saúde e do peso antes da chegada da temporada de praia? Começar seu projeto verão agora com certeza vai trazer resultados muito melhores quando os dias de calor finalmente chegarem!

 

Photo via VisualHunt.com

Recomendados


A ferramenta essencial de AutoDesenvolvimento pessoal

Comentário(s)

Carregar mais posts relacionados
Carregar mais em Fitness

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Atividades físicas beneficiam pacientes com asma

Conhecida por provocar falta de ar, chiado e desconforto no peito e tosse1, a asma é uma d…