Home Bem-estar Saúde Quais são os principais benefícios de um tratamento ortomolecular?

Quais são os principais benefícios de um tratamento ortomolecular?

6 min de leitura
0
0

Entenda mais sobre como funciona a prática ortomolecular e como ela pode ajudar na manutenção de uma vida mais saudável

Com origem datada na década de 60 e desenvolvida com base nos estudos do químico Linus Pauling, vencedor do Nobel de Química (1954) e da Paz (1962), a prática ortomolecular ou biomolecular, como também é conhecida – vem ganhando destaque na área da saúde.

Até pouco tempo, a prática era pouco conhecida pelos brasileiros, mas, hoje, pode ser a solução na busca por uma vida saudável, já que o tratamento ortomolecular, por meio da reposição de minerais, vitaminas, aminoácidos e de produtos antioxidantes, torna possível a melhora física do paciente.

A medicina ortomolecular tem por objetivo a eliminação no excesso de radicais livres que estão no corpo.

Os radicais livres são moléculas reativas que conseguem afetar as células saudáveis e que, embora sejam um resultado normal do funcionamento corporal, precisam ser mantidos em baixas quantidades para não causar malefícios à saúde.

Os hábitos de vida poucos saudáveis, como consumo de álcool e tabagismo, provocam uma elevação na quantidade dos radicais livres no organismo, gerando danos às células saudáveis e dando inicio a um processo que favorece o surgimento de doenças como câncer, Alzheimer e Parkinson.

Segundo Dr J Bussade, nutrólogo e precursor da prática ortomolecular na América Latina, que também é mentor científico da Bothanica Mineral®, empresa pioneira no segmento da estética ortomolecular no Brasil, acredita que o mais importante é “dar à célula o que ela precisa”, potencializando o ideal de nutrição intrínseco à prática ortomolecular.

Outro ponto de destaque é o caráter não apenas curativo do tratamento, mas também preventivo.

“Cada paciente possui um tipo de deficiência nutritiva e, diante dessa falha, o médico pode estruturar individualmente a melhor saída com as substâncias necessárias para o organismo, além de evitar doenças futuras”, explica.

As orientações médicas para um tratamento ortomolecular envolvem não somente a mudanças de hábitos alimentares e físicos, como também a possível utilização de suplementos nutricionais antioxidantes, auxiliando no combate ao excesso de radicais livres no organismo.

Não basta apenas consumir o ideal, se o corpo não consegue fazer a absorção do que precisa.
Diante disso, torna-se fundamental o acompanhamento do profissional da área na hora de iniciar qualquer contato com o recurso terapêutico, pois é ele que ditará o ritmo do tratamento e dos suplementos adequados.

A prática ortomolecular tem uma aplicação individual, que depende de exames e medicamentos e do histórico médico do paciente, de seus hábitos de alimentação e vida, dentre outros fatores.

Fonte: Dr J Bussade | Médico Uma Vida Dedicada a Pesquisa | CRM 14.558/SP Médico Clínico, Generalista, Cirurgião Geral, Gastroenterologista, Coloproctologista e Nutrólogo. Pioneiro Mundial da Prática Estética Ortomolecular; Introdutor da Medicina Estética no Brasil; Um dos Precursores da Prática Médica Ortomolecular na América Latina; Estudioso da Nutrição, Homeopatia e Fitoterapia. Participante ativo como palestrante Oficial dos primeiros Congressos Internacionais de Estética, Medicina Estética e Pratica Médica Ortomolecular no Brasil com mais de 47 anos de experiência profissional.


Recomendados


Comentário(s)

Carregar mais posts relacionados
Carregar mais em Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Como Funciona o Relógio Biológico

Jeffrey Hall, Michael Rosbash e Michael Young foram os premiados no Nobel de Medicina em 2…