Home Inspiração Como anda a sua serendipidade?

Como anda a sua serendipidade?

4 min leitura
0
0

Sabe quando você está procurando por alguma coisa e acaba encontrando outra ainda melhor? Então, isso é serendipidade.

serendipidade
(inglês serendipity)
s. f.
1. Aptidão para descobrir coisas agradáveis por acaso.
2. Coisa descoberta por acaso.

Origens
Também chamada Serendipismo se origina da palavra inglesa Serendipity, criada pelo escritor britânico Horace Walpole em 1754, a partir do conto persa infantil “Os três príncipes de Serendip”.

Esta história de Walpole conta as aventuras de três príncipes do Ceilão, atual Sri Lanka, que viviam fazendo descobertas inesperadas, cujos resultados eles não estavam procurando realmente.

Graças à capacidade deles de observação e sagacidade, descobriam “acidentalmente” a solução para dilemas impensados. Esta característica tornava-os especiais e importantes, não apenas por terem um dom especial, mas por terem a mente aberta para as múltiplas possibilidades.

Um caso famoso
Arquimedes (287-212 a.C.), o grande matemático e inventor grego, tomava seu banho imerso em uma banheira, quando teve o que hoje chamamos de um insighte, repentinamente, encontrou a solução para um problema que o atormentava havia tempos.

Seria a coroa do rei de Siracusa realmente de ouro? Dizem que Arquimedes teria saído à rua nu gritando Eureka! Eureka! (Encontrei!). Ele havia descoberto um dos princípios fundamentais da hidrostática, que seria conhecido futuramente como o “Princípio de Arquimedes”.

E hoje?
Nos dias de hoje, é considerado como uma forma especial de criatividade, ou uma das muitas técnicas de desenvolvimento do potencial criativo de uma pessoa adulta, que alia perseverança, inteligência e senso de observação.

O professor e jornalista José Antônio Rosa assim a define:

O acaso feliz que costuma acontecer a quem age.Se a pessoa está fechada dentro de casa, ruminando algum problema qualquer ou vendo algo inútil na TV, é provável que não surja nenhuma dádiva da vida a bater na sua porta, mas, se sai em busca de alguma coisa, aí há mais chance de deparar-se com algo diferente e bom.

Lógico que um pessimista vai dizer que ao agir a pessoa expõe-se ao risco – do assalto, do acidente de trânsito – e isso é rigorosamente verdade, mas, o que é viver? E como encontrar as coisas boas tendo medo de viver?

E será possível ativar a serendipidade em nossa vida? Claro que sim! Como sugere Rosa:

“Chamando” a serendipidade:
  • Se está querendo melhorar algo, circule, discuta, visite, vá à feira;
  • Se está buscando novas idéias e motivações, mexa-se e algo pode aparecer na próxima esquina.

Referências:
Wikipedia
Manager

 


Recomendados


Comentário(s)

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Inspiração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *