Por que ter uma vida plena?

Sah Elizabeth

" ...gosto de andar com os pés descalços, pisar no chão desta terra e sentir. Eu quero a mais nobre inspiração,a mais alta aspiração! Quero realizar o sonho de todo o Cosmos! Quero vibrar a mais potente das essências: O Amor... E ser feliz." Sou uma buscadora.

Você pode gostar...

3 Respostas

  1. "BROTTO" disse:

    Muito autentico e verdadeiro seu texto Sah!

    Eu estava procurando sobre vida minimalista e cai aqui! voce sabe me dizer onde consigo algo sobre vida minimalista???

    Magnumbrotto@hotmail.com

  2. Rose Huppes disse:

    Oi,Sah!

    Você com estas palavras nos faz ver como podemos ter vida plena, e que á temos nas coisas mais comuns do nosso dia.Não precisamos procurar ,é só prestarmos atenção em nós mesmos.

    Abraços

  3. Sah Elizabeth disse:

    Resgate dos comentários do antigo blog:

    11 comentários:

    Otávio B. disse…

    Essa é a verdadeira vida plena, a vida minimalista, a vida feliz…A consequencia dela só pode ser o bem estar… Essa é a vida que o homem deveria viver.

    BEijos Sah
    18 de novembro de 2007 21:16

    Edson Marques disse…

    Sah,

    que poema mais lindo!

    tivesse uma impressora aqui, agora, iria imprimi-lo para dar de presente.

    Volto depois!

    Abraços, flores, estrelas..
    19 de novembro de 2007 13:55

    Antonio Ximenes disse…

    Sah.

    Ser feliz… antes de tudo… é um exercício de nossa simplicidade.

    Adorei teu post.

    Abração.
    20 de novembro de 2007 09:58

    Otávio B. disse…

    Pois é Sah, eu não fiquei com medo de fantasmas ou de qualquer tipo de coisa, mas eu me senti incrivelmente sozinho no meio daquele inferno verde, e isso me assustou…

    Richard Bach? Wow…Agora você fez de mim um alguém honrado. De fato, estou começando nessa área da mecânica, e sou aspirante à piloto nas horas vagas, mas a aviação é paixão desde os 3 anos de idade…Mas essa é uma looonga história hehehehe…Quem sabe meu próximo post seja referente à algo… ;)

    Beijão, fica com Deus
    20 de novembro de 2007 21:52

    Oliver Pickwick disse…

    Sabe que eu jamais tinha visto um fim de festa sob este ponto de vista? Você tem razão, já havia passado por isso e não percebi.
    Além do mais, gostei das sugestões variadas para uma vida plena. Como disse o o amigo aí do primeiro comentário: vida minimalista, vida feliz.
    Tenha a melhor das semanas! (aliás, no seu caso, acho que isso vai ser moleza)
    21 de novembro de 2007 01:44

    Edson Marques disse…

    Voltei pra dizr que aodrei teu comentário sobre as araras!

    Hoje eu falo de Jó, de uma perspectiva existencialista.

    Abraços, flores, estrelas!
    21 de novembro de 2007 22:53

    Oliver Pickwick disse…

    Prezada Sah, li um comentário seu em um blog, achei interessante, e resolvi arriscar uma visita. E, pude comprovar que a minha percepção estava mesmo afiada.
    Obrigado pelas suas palavras generosas.
    Até a próxima visita!
    Um beijo, e tenha a melhor das semanas!
    22 de novembro de 2007 20:02

    Edson Marques disse…

    Obrigado!

    Que bom que você gostou da minha “reconstrução da história de Jó”.

    Abraços, flores, estrelas..
    23 de novembro de 2007 21:29

    Flávio Araújo disse…

    Oi Sah, como já disse anteriormente, simplesmente lindo este texto.

    Beijos
    25 de janeiro de 2008 11:11

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *