Home Bem-estar Postura e excesso de peso na mochila das crianças merecem atenção

Postura e excesso de peso na mochila das crianças merecem atenção

4 min de leitura
0
0

A má postura de como se sentar na carteira da escola ou carregar excesso de peso na mochila pode trazer danos à saúde da criança.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o uso inadequado de mochilas é um dos motivos que levam 85% da população a sofrer de dores nas costas.

A sociedade brasileira de ortopedia e traumatologia diz que o ideal é que a criança ou adolescente carregue até 10% do peso corporal.

Por ser uma rotina, a maneira como a criança senta na escola deve ser vista com atenção por pais e professores.

Sentar com uma postura inadequada para a coluna vertebral pode levar os alunos a sentirem dores nas costas, pescoço e braços.

“O ideal é que as carteiras respeitem a faixa etária dos alunos, de forma que eles apoiem o pé por completo no chão, a coluna fique bem apoiada no encosto e os braços simétricos à mesa, nem alto ou baixo demais”, explica Anelise Russo, fisioterapeuta da Reintegrar.

Quando a criança senta de maneira errada ou transporta cargas com excesso de peso por muito tempo, tende a aumentar o fator de risco de desenvolver incapacidades funcionais com alterações físico-motoras.

Para evitar o problema, além de manter a postura alinhada com a carteira, a mochila deve ser proporcional ao tamanho da criança.

Se a bolsa for o modelo de costas, ela deve ser acolchoada, com duas alças largas para ombros e tiras abdominais que a mantenham próxima ao corpo.

A mochila não pode ficar embaixo da nádega, deve terminar mais ou menos com cinco centímetros acima, na linha da cintura ou um pouco abaixo.

“É importante lembrar que a mochila não deve ser usada apenas de um lado. Fazendo isso, a criança tende a inclinar o corpo para o outro lado na tentativa de compensar o peso extra”, alerta a fisioterapeuta.

A bolsa de rodinha pode ser uma opção, mas também requer cuidados.  A alça deve ser regulada na altura do quadril e é indicado variar os braços na hora de arrastar a bolsa para não acumular o peso. Se no caminho para a escola existir muitas escadas, a mochila de rodinhas pode ser pior.

Independente do modelo, o importante é ficar atenta a melhor maneira de usar a mochila.

Através do cuidado diário, problemas futuros podem ser evitados, além de gerar bem estar para a criança.

 


Recomendados


Comentário(s)

Carregar mais posts relacionados
Carregar mais em Bem-estar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Parafusos, canetas e tesouras: o que mais as crianças podem engolir

Confira dicas de como evitar ou proceder caso seu filho engula algum objeto estranho. É um…